O Crescimento dos Marketplaces no Brasil

Tempo de leitura: 2 minutos

O mercado de marketplace cresceu muito nos últimos anos. Nos Estados Unidos e na China, a maior parte das compras e contratação de serviços online já é feita por meio de marketplaces.  

A 42ª edição do Webshoppers, o mais amplo relatório sobre e-commerce do país elaborado semestralmente pela Ebit|Nielsen – em parceria com a Elo, mostra que o e-commerce brasileiro ainda é bastante dependente dos marketplaces. De acordo com a pesquisa, os varejistas destas plataformas têm participação de 78% no faturamento total do mercado. O crescimento do setor com a pandemia é perceptível nos números: R$ 30 bilhões do faturamento dos seis primeiros meses de 2020 são de lojas que praticam marketplaces, uma expansão de 56% sobre o mesmo período de 2019.


Quais são as tendências de Crescimento do Marketplace?

O mercado de marketplace tem empresas consolidadas em nichos que já são tradicionais do e-commerce convencional. Porém, existe muito espaço no mercado para explorar novos nichos. E, a tendência é que a oferta seja cada vez mais especializada.

Surgiram marketplaces nichados, como o Doctoralia, SuperProf, Parafuzo, e GetNinjas. 

Além disso, 71% dos vendedores oferecem seus produtos em só um marketplace. Ou seja, há muito potencial para que os lojistas se cadastrem em diferentes plataformas para ampliar suas vendas.

Também, 50% dos empreendedores não entendem bem o que é um marketplace. Por isso, um trabalho focado na divulgação desse conceito pode ajudar a expandir ainda mais esse mercado.

Mas o que é melhor: Anunciar em um Marketplace ou  Criar um Marketplace?

Acredito que muitos de vocês têm dúvida se devem abrir um marketplace ou vender em marketplaces já existentes. Não existe resposta certa, pois isso varia de acordo com o seu objetivo.

Você deve vender em um marketplace já existente se possuir uma loja física e desejar aumentar suas vendas online. Ou se você é um profissional  autônomo e deseja conquistar mais clientes, divulgando seu trabalho em marketplaces de serviços.

Mas, se você deseja ter um negócio escalável e com potencial de crescimento, deve criar o seu próprio marketplace. Essa opção é indicada para um profissional que já tem mais experiência no mercado, bons contatos, vontade e garra de construir algo grande.

SENDO ASSIM…

O que acha de criar seu próprio marketplace? Agende uma reunião com nosso time de especialistas e apaixone-se pelas possibilidades do mercado digital.

 

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *